Pular para o conteúdo principal

Analisando o Debian

Já faz algum tempo que eu estudo as comunidades de software livre. Para mim, sempre foi um desafio conseguir analisá-las de uma forma sistemática e consistente. Em 2006, eu pensei em materializar meu estudo. Tive várias idéias, mas pouca coisa foi implementado. Uma dessas idéias era avaliar o "poder" de uma comunidade pela dependência que outros projetos teriam do projeto dessa comunidade. Essa análise poderia ser feita com ajuda do sistema de pacotes do Debian.
O Debian é uma das mais reconhecidads distribuições do Linux, sendo base para várias outras distribuições como Ubuntu, Knopixx, etc. O que a distribuição Debian fez, que as outras distribuições não fizeram foi trazer um sistema eficiente para instalação de programas ao Sistema Operacional. O eficiente sistema de pacotes do Debian é baseado no utilitário apt-get que antes de baixar e instalar o programa desejado com um simples comando, descobre todas as dependências (e as dependências das dependências) daquele pacote e caso algum esteja faltando, pergunta ao usuário se quer as instalar tais dependências. Se o usuário confirmar a seleção, o utilitário baixa e instala todas as dependências e, lógico, o progama escolhido.
Analisando o código fonte do apt-get, eu descobri que toda a informação de depedências encontra-se no arquivo Packages de uma distribuição debian. O arquivo Packages é um arquivo texto com blocos de informações sobre cada um dos pacotes.


Package: 3270-common
Priority: optional
Section: net
Installed-Size: 96
Maintainer: Bastian Blank
Architecture: i386
Source: ibm-3270
Version: 3.3.4p6-3.3
Depends: libc6 (>= 2.3.6-6)
Recommends: x3270 (= 3.3.4p6-3.3) | c3270 (= 3.3.4p6-3.3), pr3287 (= 3.3.4p6-3.3)
Filename: pool/main/i/ibm-3270/3270-common_3.3.4p6-3.3_i386.deb
Size: 21910
MD5sum: 209bb0595c53421c433f4524147d6335
SHA1: c89e5ef06fa0978b5a0935c90273b5c5997b2142
SHA256: 881cf62382b9e1945155bdd366645d9660c1848aaab3a58e73d2bdfaa49301ae
Description: Common files for IBM 3270 emulators and pr3287
3270-common contains files referenced in other 3270 packages


Bom, agora é hora de procurar uma ferramenta já disponível para trabalhar com grafos. Tenho uma experiência negativa com SGB (Stanford Graph Base, do Donald Knuth), então espero que o arcabouço que eu encontrar seja mais amigável. E eis que surge o jung (Java Universal Network Graph).

Bom, é muito simples utilizar o JUNG e ele fornece um monte de coisas como diversos algoritmos diferentes de visualização, análise de grafos, etc. Munido desse poderoso arcabouço tentei VISUALIZAR O DEBIAN. Parece ser uma tarefa bem mais complicada do que eu imaginei...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Um texto pós-moderno - better man

Espere olhando para as horas... são 4 horas. Tem que parar. Nesse tom melancólico, começa a modesta música "better man", uma balada pop composta por Eddie Vedder ainda na adolescência. A música é a ilustração perfeita da ironia. O próprio título é irônico, uma vez que em momento algum na música aparece um better man. She lies and says she's in love with him, can't find a better man... Irônico, não!? Para começar, com a personagem central da história, a mulher que aguarda tarde da noite seu esposo... Ela chega a treinar com o espelho o fim do relacionamento. E o que faz? Diz a negação do que queria dizer. Vedder escreve músicas sobre sentimentos fortes. Sua relação com a mãe foi bastante complicada pelo o que descreve em suas canções. Na trilogia Mommy, Vedder descreve um homem perturbado com o relacionamento materno; a mãe mente para o filho sobre a identidade do pai, revela a verdade para o garoto na puberdade dizendo a ele como se parece com o verdadeiro pai e o

Pequeno manual do ócio em terras alemãs

  Pequeno manual do ócio em terras alemãs Como Lei alemã favorece aproveitadoras (e alguns aproveitadores que nunca tive o desprazer de conhecer)   Há algumas vias pelas quais pessoas de países em desenvolvimento migram para países como a Alemanha.   Por exemplo, é sabido que países desenvolvidos sofrem de escassez de mão-de-obra qualificada. Por esse motivo, países como a Alemanha dispõe vistos "especiais" para profissionais em demanda. Esse é o conceito do Blaukart (Blue Card) que na Alemanha se destina a profissionais salário anual seja superior a 55 mil euros ou 43 mil no caso de profissionais de áreas em alta demanda. Não há como recrutar essa mão-de-obra sem que a família desses profissionais também possa ser relocada. Então esses profissionais e seus familiares são relocados.   Além de se qualificar para essas vagas em demanda, ou ser parte direta da família qualificada, outra via possível para a imigração para o território alemão é através do matrimôni

Answering: top reasons I hate living in Brazil

Yes, some guys shared a teasing topic about “Top reasons why I hate living in Brazil”: http://www.gringoes.com/forum/forum_posts.asp?TID=17615&PN=1&title=top-reasons-i-hate-living-in-brazil What is the point here? The whole text is loaded of cliclés, people that you will hardly find, etc most of time just pissing people off.   I don’t think Brazil is the best country in the world. Also, I don’t think Brazilians don’t make mistakes. Actually we do all the time but most of us really care about our mistakes specially those were pointed out. Some feel like an expatriate, alien in own country. Others reflect about how we could improve. Others  simply don’t accept teases from John Does. So, I’m actually truly bothered with people believing in a bunch of false statements (specially Brazilians) or supporting some cynical arguments disguised “sincere” criticisms . Yes, I make mistakes all the time, and as most of Brazilians, I don’t speak English. However, I will